Seu pet não gosta de coleiras e guias? Saiba como fazer a adaptação

A hora do passeio costuma ser um momento de diversão para a maioria dos pets, mas alguns deles não ficam felizes com esses momentos ao ar livre, pois não gostam das coleiras e guias ou se sentem desconfortáveis com as mesmas. Como eles não nasceram com coleiras, é natural que alguns resistam a usá-las, porém não há maneira de andar solto pelas ruas ou ficar sem identificação. É dever do responsável tornar o passeio o mais agradável possível para os seus animaizinhos e para ajudá-los separamos algumas dicas que irão contribuir neste momento de adaptação. Confira!

Não deixe para última hora

A maior falha dos tutores é somente apresentar coleiras e guias para o cão no momento do passeio, que acontece geralmente após as vacinas necessárias. Esse erro é crucial, pois na hora de sair o pet já está exposto a diversas novidades como os cheiros, locais e pessoas, a coleira vai ser mais um item para ele compreender.

O ideal é acostumar o filhotinho desde os primeiros dias, mesmo que ele não esteja pronto para sair à rua. Coloque coleira e guias em casa, o deixe brincar com eles, simule passeios dentro do espaço já conhecido por ele e demonstre quem controla este momento. Assim quando a hora chegar, a coleira não será preocupação.

Associe a coisas boas

Além dos filhotes, alguns cães adultos também não gostam de coleiras e guias, pois nunca foram acostumados com o uso do item ou por elas não estarem confortáveis. A primeira coisa a se fazer é adquirir os objetos do tamanho adequado. Com o pet confortável, associe o uso de coleira e guia a momentos bons, dê petiscos, brinque e faça carinho ao colocá-los. Com o tempo, o seu cão nem lembrará que está usando coleira.

Tenha paciência

Nunca force o animal a utilizar a coleira e guia, muito menos o arraste por elas. Minimize a aversão gradativamente, coloque os itens diariamente, por pouco tempo no início e vá aumentando de acordo com as suas reações.

Realize o treinamento/simulações de passeios em locais com pouca distração, assim ele focará no que está fazendo e diminuirá o incômodo por acúmulo de novidades.